terça-feira, 15 de janeiro de 2013

O charme das casas Enxaimel

Sabe aquela impressão de se voltar no tempo e reviver algumas coisas a moda antiga....pois é.....foi essa a sensação que tive quando fiz um tour pelo Vale Europeu Catarinense. Não tenho palavras para descrever esta região encantadora. Além da paisagem ser deslumbrante, o que me fascinou realmente foi a arquitetura em estilo Enxaimel. Lindas casas super bem cuidadas, jardins impecáveis, quintais super organizados, lenha, animais de estimação....tudo em plena harmonia.....

Para quem não sabe o Enxaimel, é uma técnica de construção que consiste em paredes montadas com hastes de madeira encaixadas entre si em posições horizontais, verticais ou inclinadas, cujos espaços são preenchidos geralmente por pedras ou tijolos. Os tirantes de madeira dão estilo e beleza às construções do gênero, produzindo um caráter estético privilegiado. Outras características são a robustez e a grande inclinação dos telhados. Na adaptação do enxaimel às características climáticas da região, foi necessária a implantação, por conta da elevada umidade local, de uma estrutura feita de pedra que sustenta as construções evitando que a madeira se molhe.

As casas no chamado estilo enxaimel são uma das principais atrações turísticas em qualquer região de colonização alemã. Quando os primeiros alemães chegaram ao Brasil, a arquitetura enxaimel já não era utilizada havia muito tempo, mas foi considerada a mais adequada para as condições encontradas em São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Além de fortes, as casas eram baratas e de construção simples. Enxaimel quer dizer enchimento. Primeiro, era construído o esqueleto da casa, todo de toras grossas de madeira. Entre as vigas verticais eram colocadas as horizontais e, nas extremidades das paredes, algumas em ângulo, para evitar inclinação. Pronta a "caixa", os espaços eram completados com materiais disponíveis de acordo com a região: no Rio Grande do Sul, há fechamentos com taipa, barro socado, tijolos maciços rebocados e até mesmo pedra grês cortadas. Em Santa Catarina, há maior ocorrência de tijolos maciços sem uso de reboco.

Vamos viajar no tempo......
















Interiores












Fonte: Wikipedia